Ir para o conteúdo

CPF Sesc, Cetic.br/NIC.br e PUC-SP discutem disseminação e produção de conteúdo educacional na Internet


01 OUT 2019



Evento acontecerá no dia 15 de outubro e recebe inscrições on-line e nas unidades do Sesc São Paulo

Aspectos estratégicos na interface entre cultura, educação e tecnologias serão debatidos no dia 15 de outubro, em São Paulo, no novo encontro do Ciclo Cultura, Educação e Tecnologias em Debate. O evento será realizado pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), pelo Sesc São Paulo e pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Os interessados em participar devem inscrever-se por meio da página do CPF Sesc (Centro de Pesquisa e Formação) ou pessoalmente nas unidades do Sesc.

Sob o tema “Conteúdos educacionais e ecologia digital”, o encontro tem o objetivo de aprofundar o debate sobre a criação de formas distribuídas e democráticas de produção, disseminação e apropriação de conteúdo na Internet. Paula Sibilia (professora da Universidade Federal Fluminense) e Tel Amiel (professor da Universidade de Brasília), com mediação de Fernando Almeida (professor da PUC-SP), irão analisar até que ponto há espaços para a criatividade autônoma e a análise crítica dos conteúdos na cultura digital, em especial, dos conteúdos educacionais, culturais e valorativos.

Encontros do Ciclo

O primeiro encontro desta edição do Ciclo foi realizado no dia 10 de setembro e contou com a participação de Antônio Valverde (professor da PUC-SP), Caitlin Mulholland (professora da PUC-RJ) e mediação de Maurício Trindade (gerente adjunto do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc), que discutiram a relação entre a ética, a produção e a apropriação criativa e reflexiva das tecnologias.

No dia 05 de novembro, o CPF Sesc, Cetic.br/NIC.br e PUC-SP realizarão o último encontro de 2019 do Ciclo “Cultura, Educação e Tecnologias em Debate”, que falará sobre a alfabetização para promoção da cidadania digital. Na ocasião, serão lançadas as publicações TIC Educação 2018, TIC Kids Online 2018 e a 2ª edição do Ciclo “Educação, Cultura e Tecnologias em Debate”.

Anote na Agenda
Ciclo "Cultura, Educação e Tecnologias em Debate" – Conteúdos educacionais e ecologia digital
Data: 15 de outubro (terça-feira)
Horário: 10h às 13h
Local: CPF Sesc
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar | Bela Vista - São Paulo
Inscrições: na página do CPF Sesc e nas unidades Sesc

Sobre o Cetic.br
O Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação, do NIC.br, é responsável pela produção de indicadores e estatísticas sobre a disponibilidade e o uso da Internet no Brasil, divulgando análises e informações periódicas sobre o desenvolvimento da rede no País. O Cetic.br é um Centro Regional de Estudos, sob os auspícios da UNESCO. Mais informações em http://www.cetic.br/.

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br
O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br (http://www.nic.br/) é uma entidade civil, de direito privado e sem fins de lucro, que além de implementar as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil, tem entre suas atribuições: coordenar o registro de nomes de domínio — Registro.br (http://www.registro.br/), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil — CERT.br (http://www.cert.br/), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações — Ceptro.br (http://www.ceptro.br/), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação — Cetic.br (http://www.cetic.br/), implementar e operar os Pontos de Troca de Tráfego — IX.br (http://ix.br/), viabilizar a participação da comunidade brasileira no desenvolvimento global da Web e subsidiar a formulação de políticas públicas — Ceweb.br (http://www.ceweb.br), e abrigar o escritório do W3C no Brasil (http://www.w3c.br/). 

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br
O Comitê Gestor da Internet no Brasil, responsável por estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet no Brasil, coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios do multissetorialismo e transparência, o CGI.br representa um modelo de governança da Internet democrático, elogiado internacionalmente, em que todos os setores da sociedade são partícipes de forma equânime de suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet (http://www.cgi.br/principios). Mais informações em http://www.cgi.br/.