Ir para o conteúdo

CPF Sesc, Cetic.br/NIC.br e PUC-SP debatem políticas públicas educacionais e culturais


08 NOV 2018



Terceiro encontro do Ciclo de Diálogos “Cultura, educação e tecnologias em debate” será no dia 13 de novembro, a partir das 10h, no CPF Sesc

Como pensar a formação educacional e cultural a partir das tecnologias? Para discutir esse assunto, o CPF Sesc, Cetic.br/NIC.br e PUC-SP debatem as trajetórias e perspectivas das políticas públicas nessas áreas no terceiro e último encontro do Ciclo de Diálogos “Cultura, educação e tecnologias em debate”. A atividade será realizada no dia 13 de novembro (terça-feira), a partir das 10h, no CPF Sesc. Interessados devem realizar a inscrição por meio da página do Centro de Pesquisa e Formação ou nas unidades do Sesc.

A proposta é discutir as alianças entre educação formal escolar, educação informal e educação ao longo da vida à luz da cultura, além da influência das tecnologias de informação e comunicação (TIC) nessa equação. O diálogo será conduzido pelo empreendedor, economista, demógrafo e doutor em ciências sociais, Haroldo Torres, e pelo sociólogo e doutor em sociologia política, Vicente Trevas, com a mediação da gerente do CPF Sesc e doutora em comunicação, Andrea Nogueira.

Serão apresentados resultados das pesquisas TIC Domicílios, TIC Educação e TIC Cultura, do Cetic.br, sobre a adoção das TIC por indivíduos, em escolas e equipamentos culturais. Os dados serão o fio condutor do debate que busca levantar as perspectivas de uma intervenção estratégica nos campos educacional e cultural, a partir da interface entre políticas públicas e tecnologias.

Ciclo de Diálogos

O primeiro encontro do Ciclo de Diálogos “Cultura, educação e tecnologias em debate” reuniu, no dia 25 de setembro, Lúcia Santaella, professora titular da PUC-SP; Sérgio Amadeu, professor adjunto da Universidade Federal do ABC e conselheiro do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e Alexandre Barbosa, gerente do Cetic.br, em debate sobre as desigualdades no acesso à Internet e seus impactos na produção e fruição de bens e conteúdos culturais on-line.

Já o segundo encontro, realizado no dia 23 de outubro, discutiu “Conhecimento, habilidades e currículo em uma sociedade da informação e conhecimento” a partir de indicadores sobre atividades na Internet e habilidades digitais de crianças e adolescentes, alunos e professores. O tema foi analisado pelo professor titular da PUC-SP, Alípio Casali; pela diretora presidente do Centro de Inovação para a Educação Brasileira (CIEB), Lucia Dellagnelo, e pelo filósofo e pedagogo Fernando Almeida.

Em breve, as gravações dos encontros serão disponibilizadas no canal do NIC.br no YouTube: http://www.youtube.com/nicbrvideos.

Anote na Agenda
Ciclo de Diálogos “Cultura, educação e tecnologias em debate”
3º Encontro Políticas públicas educacionais e culturais: trajetórias e perspectivas
Data: 13 de novembro (terça-feira)
Horário: 10h às 13h
Local: CPF Sesc - Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - 4º andar | Bela Vista - São Paulo
Inscrições: no sítio do CPF Sesc e nas unidades Sesc

Sobre o CPF-Sesc           
Inaugurado em agosto de 2012, o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc é uma unidade do Sesc São Paulo voltada para a produção de conhecimento, formação e difusão e tem o objetivo de estimular ações e desenvolver estudos nos campos cultural e socioeducativo. Além do Curso Sesc de Gestão Cultural - que visa à qualificação para a gestão cultural de profissionais atuantes no campo das Artes, tanto de instituições públicas como privadas - a unidade proporciona o acesso à cultura de forma ampla, tematicamente, por meio de cursos, palestras, oficinas, bate-papos, debates e encontros nas diversas áreas que compreendem a ação da entidade, como artes plásticas e visuais, ciências sociais, comportamento contemporâneo e cotidiano, filosofia, história, literatura e artes cênicas.        
Centro de Pesquisa e Formação – CPF Sesc 
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar. 
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 22h. Sábados, das 9h30 18h30.
Tel: (11) 3254-5600
https://centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br/

Sobre o Cetic.br    
O Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação, do NIC.br, é responsável pela produção de indicadores e estatísticas sobre a disponibilidade e uso da Internet no Brasil, divulgando análises e informações periódicas sobre o desenvolvimento da rede no País. O Cetic.br é um Centro Regional de Estudos, sob os auspícios da UNESCO. Mais informações em http://www.cetic.br/.

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br

O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br (http://www.nic.br/) é uma entidade civil, de direito privado e sem fins de lucro, que além de implementar as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil, tem entre suas atribuições: coordenar o registro de nomes de domínio — Registro.br (http://www.registro.br/), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil — CERT.br (http://www.cert.br/), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações — Ceptro.br (http://www.ceptro.br/), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação — Cetic.br (http://www.cetic.br/), implementar e operar os Pontos de Troca de Tráfego — IX.br (http://ix.br/), viabilizar a participação da comunidade brasileira no desenvolvimento global da Web e subsidiar a formulação de políticas públicas — Ceweb.br (http://www.ceweb.br), e abrigar o escritório do W3C no Brasil (http://www.w3c.br/).

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br

O Comitê Gestor da Internet no Brasil, responsável por estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet no Brasil, coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios do multissetorialismo e transparência, o CGI.br representa um modelo de governança da Internet democrático, elogiado internacionalmente, em que todos os setores da sociedade são partícipes de forma equânime de suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet (http://www.cgi.br/principios). Mais informações em http://www.cgi.br/.