CGI.br divulga segunda parte da pesquisa TIC Domicílios sobre o uso da Internet no Brasil


15 ABR 2009



Portal Fator Brasil - 15/04/2009 - [ gif ]
Assunto: Indicadores

Módulos complementares abordam segurança de rede, uso do email, spam, governo eletrônico e comércio eletrônico

O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) apresenta os resultados complementares da 4ª Pesquisa Sobre Uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação no Brasil - TIC Domicílios 2008. Conduzido pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br), o levantamento reúne os indicadores sobre a disponibilidade e uso da Internet com a finalidade de avaliar e monitorar o desenvolvimento da rede no país. Realizado entre setembro e novembro de 2008 em todo o território nacional, o estudo investigou 21.520 domicílios nas áreas urbana e rural, entrevistando pessoas com 10 anos ou mais, nas cinco regiões geográficas do país.

Governo eletrônico - Destaque para os dados sobre o uso do governo eletrônico, que alcança 22% da população em todo o território nacional. Considerando somente a área urbana, 25% das pessoas utilizaram algum serviço disponibilizado pelo governo por meio da Internet. "Na área rural, a proporção dos que usaram os serviços públicos eletrônicos não passa de 7%, que é a região que mais sofre com a carência de instalação física de órgãos públicos", afirma Juliano Cappi, analista de Informações do CETIC.br.

Comércio eletrônico - O estudo mostrou que entre os indivíduos que já acessaram a Internet, 13% declararam ter adquirido produtos ou serviços por meio de portais de compra considerando o total do país. Na área rural, apenas 5% dos internautas brasileiros realizaram atividades de compra pela Internet, revelando que o comércio eletrônico ainda é incipiente nessas regiões do país.

A proporção dos usuários de Internet que realizaram pesquisa de preços online (44%) é maior do que aqueles que já efetivaram alguma compra (13%) por meio da rede. Na área urbana, quase 80% dos respondentes na classe A realizaram pesquisas de preços pela Internet; e, na área rural essa atividade atinge quase um terço dos internautas (30%).

Segurança de rede - Incidentes de segurança, como ataque de vírus e códigos maliciosos, foram identificados por um terço da população brasileira, sendo que a grande maioria enfrentou esse problema no domicílio (61%). O estudo detectou que mais de 70% dos internautas brasileiros utilizam algum tipo de software antivírus, os quais são atualizados automatica ou diariamente por cerca da metade dos entrevistados.

Conforme identificado nos estudos anteriores, os fatores socioeconômicos são determinantes para a percepção que os usuários de Internet têm a respeito dos problemas de segurança enfrentados. Por exemplo, 42% dos entrevistados com nível de escolaridade superior relataram a ocorrência de incidentes de segurança na Internet, face à somente 17% entre analfabetos ou que possuem educação infantil.

Uso do email - A análise revela que 15% dos usuários da Internet não possuem conta de email, sendo 14% advindos da área urbana e 19% da área rural. Na área urbana, o número de internautas que possuem contas de email continua crescendo, passando de 73%, em 2005, para 86%, em 2008.

Ademais, o total de usuários da Internet que possuem conta de email gratuita passou de 55%, em 2005, para 80%, em 2008, enquanto as contas de email pago apresentam tendência de declínio.

Spam - A percepção quanto ao recebimento de spam é maior nos centros urbanos, visto que 47% dos entrevistados confirmaram o recebimento de spam nos últimos três meses, sendo 48% da área urbana e 37% da área rural.

O conteúdo completo de todos os módulos está disponível no endereço: http://www.cetic.br. Ainda em abril, serão divulgados os indicadores da pesquisa TIC Empresas 2008.

Perfil da TIC Domicílios - Em 2008, a TIC Domicílios passou a ser aplicada também na área rural. O objetivo foi possibilitar a construção de um retrato ainda mais completo do uso e da posse das TICs no país, apresentando, a partir deste ano, resultados para o Total Brasil. Este é um benefício importante para se comparar, de modo ainda mais apurado, os resultados dessa pesquisa com estudos internacionais, assim como para possibilitar o desenho de políticas públicas que possam melhor atender aos objetivos da inclusão digital em um país continental, que apresenta profundas diferenças socioeconômicas e culturais entre suas regiões.

De acordo com o IBGE, a área urbana concentra cerca de 85% da população brasileira. Assim, os resultados acerca dessa população são bastante semelhantes aos obtidos para o Total Brasil. No entanto, a comparação entre as áreas urbana e rural mostram a profunda diferença no perfil da posse e do uso das tecnologias de informação e comunicação nessas regiões distintas.

Os resultados da TIC Domicílios 2008 proporcionam à sociedade e ao Governo a possibilidade de criar um importante debate sobre a inclusão digital no Brasil e sobre o desenvolvimento da Internet no país. Esses dados permitem avaliar melhor os desafios para estender a infra-estrutura tecnológica à todas as regiões brasileiras e para orientar a busca de alternativas que viabilizem o alcance de todos às tecnologias de informação e comunicação. Entretanto, contextualizar as dimensões continentais do Brasil, no escopo das Pesquisas TIC Domicílios, cria também dificuldades e desafios inerentes às análises de dados estatísticos, que foram enfrentados ao longo do presente estudo.

Perfil do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br) - O Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação - CETIC.br - é responsável pela produção de indicadores e estatísticas sobre a disponibilidade e uso da Internet no Brasil, divulgando análises e informações periódicas sobre o desenvolvimento da rede no país.

Perfil do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR - NIC.br - O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR - NIC.br (http://www.nic.br) é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que implementa as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil. São atividades permanentes do NIC.br coordenar o registro de nomes de domínio - Registro.br (http://www.registro.br), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil - CERT.br (http://www.cert.br), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações - CEPTRO.br (http://www.ceptro.br), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação - CETIC.br (http://www.cetic.br) e abrigar o escritório do W3C no Brasil (http://www.w3c.br).

Perfil do Comitê Gestor da Internet no Brasil - CGI.br - O Comitê Gestor da Internet no Brasil coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no país, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. | http://www.cgi.br.