CGI.br divulga segunda edição da pesquisa TIC Educação


20 JUN 2012



Ache Seu Curso a Distância - 20/06/2012 - [ gif ]
Assunto: Indicadores CETIC.br

Pesquisa mostra hábitos dos alunos brasilieros no uso da informática para a educação

O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) divulga os resultados da segunda pesquisa TIC Educação, produzida pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), por meio de seu Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br).

O estudo analisou 650 estabelecimentos educacionais, sendo 497 escolas públicas e 153 particulares, que entraram na amostra pela primeira vez nesta edição.

ESCOLAS PÚBLICAS
Uso do computador e Internet nas escolas públicas brasileiras
Mesmo com investimentos para a introdução das tecnologias de informação e comunicação (TIC) nas escolas, o uso efetivo do computador e Internet em atividades com os alunos ainda permanece como um desafio a ser vencido.

Os resultados da pesquisa TIC Educação 2011 apontam que as atividades mais comuns em sala de aula são aquelas em que os docentes menos usam recursos tecnológicos. Por exemplo, 74% dos docentes aplicam exercícios para prática em aula todos os dias, sendo esta a atividade mais frequente no cotidiano escolar. Entretanto, esta é uma das situações em que menos se utilizam as TIC: apenas 21% dos professores o fazem dessa forma. A atividade menos frequente em sala de aula - ensinar os alunos a usar o computador e a Internet - é aquela em que os professores mais usam as TIC, com 65% dos docentes recorrendo ao uso das novas tecnologias.

As aulas expositivas e a interpretação de texto, atividades que compõe a rotina dos professores também têm baixos percentuais de uso das TIC: 24% e 16% respectivamente. Os números indicam que as tecnologias ainda não têm presença significativa na prática pedagógica.
Porém, se por um lado os professores ainda não incorporaram plenamente as tecnologias, não se pode dizer o mesmo dos alunos. Os dados apontam que 82% deles fazem suas pesquisas para a escola com uso de computador e Internet.

Infraestrutura de TIC nas escolas
O fato de os alunos utilizarem o computador e a Internet para seus estudos indica que as TIC fazem parte de suas vidas, mas essa relação se dá principalmente fora do ambiente escolar. Ainda que 100% das escolas possuam pelo menos um computador, o número de equipamentos por aluno revela uma importante limitação para o uso efetivo do computador e Internet na escola. Isto é o que pensam 55% dos docentes e 51% dos coordenadores pedagógicos. Para eles, o número insuficiente de computadores atrapalha muito o uso das TIC na educação.

Outra barreira importante mencionada pelos docentes é a baixa velocidade de conexão: 52% deles declaram que este fator atrapalha muito o uso adequado de TIC no processo pedagógico. Isso se explica porque, ainda que 93% das escolas tenham acesso à Internet, 32% delas usufruem velocidades entre 1 a 2MB. Outras 25% ainda possuem velocidades abaixo de 1 MB.

O local de instalação dos equipamentos tecnológicos na escola é também uma questão relevante que pode limitar a integração das TIC no processo pedagógico. Em 2010, 81% das escolas tinham computadores instalados somente nos laboratórios de informática. Em 2011, o índice subiu para 86%. Já nas salas de aula, local onde se concentra a rotina escola, apenas 4% dos estabelecimentos públicos possuem computadores, mesmo percentual observado em 2010.

Embora os laboratórios estejam equipados com computador e Internet, aqueles professores que usam as TIC em sala de aula realizam o maior número de atividades com o apoio dessas ferramentas. Além disso, a proporção de professores que usa TIC neste local praticamente dobrou nos últimos dois anos, passando de 7% para 13% entre 2010 e 2011.

Uma hipótese para este avanço está relacionada ao aumento expressivo da posse do computador portátil pelos professores. Em 2010, 48% tinham o equipamento, em 2011 já são 63%. Com isso, 50% dos professores já levam seus computadores portáteis para a escola, no ano passado eram 41%.

Importante observar que os educadores declararam adquirir esses equipamentos com recursos próprios. Este indicador teve aumento de 11 pontos percentuais entre 2010 e 2011 chegando a 76% dos professores. Esse resultado é coerente com os dados da pesquisa TIC Domicílios 2011 que apontam um crescimento significativo da posse do computador portátil.

PERFIL DEMOGRÁFICO E PROFISSIONAL DO PROFESSOR
Capacitação para o uso das TIC
Diferentemente do cenário geral que indica que 45 % dos brasileiros possuem computador e 38%, acesso à Internet (dados da TIC Domicílios 2011), no caso dos professores, a posse desses recursos está praticamente universalizada: 94% têm o equipamento e 88% estão conectados à rede em suas casas. Além disso, 79% declararam acessar a rede todos os dias.

O estudo indica que além de ter os equipamentos, os professores os têm  aprendido a usar cada vez mais o computador sozinhos. Em 2010, eram 38%, enquanto que em 2011 passou para 47%. A forma de aprendizado mais citada por eles ainda é por meio de cursos (em 52%dos casos).

Outro dado que indica a disposição do educador em desenvolver suas habilidades para o uso das TIC por iniciativa própria é que a maior parte deles, 67%, recorre a contatos informais com outros educadores. Em segundo lugar, com 54%, os professores indicam a pesquisa em revistas ou textos especializados como forma de aprimorar seu conhecimento.

ESCOLAS PARTICULARES
Uso do computador e Internet
Entre os professores das escolas particulares observa-se comportamento similar considerando as atividades desenvolvidas com os alunos quando comparado com as escolas públicas. As atividades mais comuns são exercícios para prática, aula expositiva e interpretação de texto. Além disso,  quanto maior a frequência de realização da atividade,  menor a proporção de professores que usam computador e Internet para desenvolvê-las.
Entretanto, de forma geral, o uso de computador e Internet é maior entre professores de escolas particulares. Nas aulas expositivas, 36% dos docentes utilizam as TIC, enquanto que entre seus colegas da rede pública são 24%. Em interpretação de texto a diferença é de 10 pontos percentuais entre escolas privadas e públicas, com 26% e 16% respectivamente.

Infraestrutura de TIC nas escolas particulares
A infraestrutura das escolas particulares possivelmente contribui para o maior uso das TIC. De qualquer forma, laboratório de informática é ainda o principal e mais frequente local de realização das atividades que utilizam tecnologia.

Há, contudo, uma incidência superior no uso de TIC na sala de aula. Aproximadamente metade dos professores - 48% - utilizam computador e Internet neste ambiente, sendo o local mais frequente para realização das atividades com os alunos para 34% dos educadores. Nas escolas públicas esses números são 22% e 13% respectivamente.

Os dados indicam ainda que 21% das escolas particulares possuem computadores instalados em sala de aula, proporção cinco vezes maior que os 4% das escolas públicas.

A disposição dos computadores instalados na escola particular segue o mesmo padrão daquela observada nas públicas. Entretanto, há menos estabelecimentos de ensino da rede privada com computadores instalados nos laboratórios - 78% das particulares contra 86% das públicas. Diferença que revela um possível movimento nas escolas particulares para trazer a infraestrutura para a sala de aula.

Os resultados completos da pesquisa TIC Educação 2011 estão disponíveis em http://www.cetic.br/.

Sobre o Cetic.br
O Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br) é responsável pela produção de indicadores e estatísticas sobre a disponibilidade e uso da Internet no Brasil, divulgando análises e informações periódicas sobre o desenvolvimento da rede no país. Mais informações em http://www.cetic.br/.

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR - NIC.br
O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR - NIC.br (http://www.nic.br/) é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que implementa as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil. São atividades permanentes do NIC.br coordenar o registro de nomes de domínio - Registro.br (http://www.registro.br/), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil - CERT.br (http://www.cert.br/), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações - CEPTRO.br (http://www.ceptro.br/), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação - Cetic.br (http://www.cetic.br/) e abrigar o escritório do W3C no Brasil (http://www.w3c.br/).

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil - CGI.br
O Comitê Gestor da Internet no Brasil coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no país, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Mais informações em http://www.cgi.br/.